Notícias

Fique por dentro do que acontece com o Leonardo Nascimento no cotidiano dele
- terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Batidas para o Carnaval


Em São Paulo já é carnaval. Alguns dizem que é desde o ano passado, alguns que começou depois da virada do ano. Pra mim, começa mesmo quando a gente entra no clima. E coloca as roupas coloridas, tira os sapatos velhos e confortáveis do armário, e taca brilho na cara. Começa mesmo quando a gente vai sozinho pro meio da rua sabendo que vai encontrar todo mundo, e se perder, e se encontrar e se perder de novo. Dá pra ver que o carnaval começa quando vemos as pessoas indo comprar pão com flores na cabeça e camisas de chita, porque o carnaval é um estado de espírito que vai além dos blocos. E quando a gente vê que começou, tem mais é que curtir o máximo que der, porque infelizmente “no melhor da festa chega a quarta-feira”.
No carnaval a gente abstrai de muita coisa pra curtir, né? Esquece o calor, o suor, a chuva, o sol. Esquece até da cerveja quente. Mas como essa parte é uma das poucas que nós podemos fazer alguma coisa pra mudar, eis que chega a hora das batidas. Eu sou apaixonada por cerveja, sem dúvidas é a minha bebida. Mas no carnaval, por exemplo, eu sou do wisky e da cachaça. Menos líquido que entra é menos líquido que sai, concorda? E enquanto mulher isso faz toda diferença na praticidade da folia. Mas como não são bebidas que eu realmente encho a boca pra dizer que gosto, eu dou meus pulos pra deixar mais gostoso e fazer a alegria da galera, né isso?
E foi assim que sugiram as minhas batidas. Comecei a fazer pra primeira prévia que eu fui esse ano, levei debaixo do braço 1,5 de batida congelada, que foi descongelando e eu fui bebendo, e fui distribuindo pros amigos. E todo mundo que provava fazia uma cara feia pela cor verde e pelo cheiro, mas quando provavam se surpreendiam. Sim sim, foi uma batida de abacaxi com gelo verde (couve e hortelã) e gengibre. Ficou fera, viu? Então resolvi fazer mais algumas cores e sabores diferentes pra dar uma variada. E trago aqui a receita de 5 batidas que podem garantir a alegria do seu carnaval hahay! Porque além de lindas, coloridas e gostosas, elas ficam geladas por mais tempo e, aqui pra nós, rola até beber quente, ao contrário da cerveja… Então senta e acompanha:
Observação: Todas as batidas daqui são feitas com uma média de 500ml de cachaça e preparadas para garrafas plásticas de 1,5L. E a quantidade de açúcar (e de todos os outros ingredientes, naturalmente) pode variar de acordo com o gosto do freguês :)
1. Mijo do Hulk
Carinhosamente apelidada pelo amigo Sebba, durante a prévia do Amantes de Glória.



500 ml de cachaça
1 abacaxi pequeno
Folhas de hortelã (pra mim, quanto mais refrescante melhor)
Gengibre fresco ralado (é termogênico, então além de dar um sabor ótimo vai dar uma instiga a mais pra subir e descer ladeiras)
Açúcar a gosto
Bate tudo junto no liquidificador, dá uma peneirada pra tirar o bagaço do abacaxi e do gengibre e coloca na garrafa. Completa com água, dá aquela misturada e bota pra congelar. Fechou.
2. A cor mais quente
Sensualmente apelidado pela querida Bruninha Lins, e não podia ter nome melhor.


500ml de cachaça
8 limões expremidos
200ml de Curaçau Blue
Açúcar a gosto
Esse nem precisa bater no liquidificador, eu fiz a mistura direto na garrafa, usando um funil. Coloquei a cachaça, o curaçau, os limões já expremidos e na hora de colocar o açúcar eu já diluí na água, pra facilitar. Aí completa com água até encher e taca no congelador. É a batida mais forte, já que Curaçau Blue tem um teor alto também. Mas… Se não guenta porque veio?
3. Vampiro Doidão
Saudosamente apelidado por Raul Seixas.


500ml de cachaça
2 caixas de morango
4 limões expremidos
Folhas de hortelã
Gengibre fresco ralado
Açúcar a gosto
Claro que podia ser só morango… Mas com todos os ingredientes na mão resolvi incrementar. Pra mim limão e hortelã são sempre bem vindos, e como o gengibre é a instiga do termogênico, somei também. Bate tudo no liquidificador, coa, completa com água e bota pra congelar. É o mais “engana moça” de todos. Docinho, bonitinho, vermelhinho, deixa você bebinho. hahaha :P
4. Mecânica
Cinéfilamente apelidada por Rommel, que foi a única pessoa que já experimentou todas as batidas.


500ml de cachaça
200ml de tanjal
Gengibre fresco ralado
Essa eu nem coloquei açúcar, porque o Tanjal já é tão doce, né? Aí bati o gengibre com a água, coei e juntei ao resto. Completa com água e congela. :)
5. Ciroleza
Radicalmente apelidada por Ciro, que constatou que é a bebida cotista da lista.


500ml de cachaça
500ml de suco integral de uva
Açúcar a gosto
Outra que nem precisa bater nada, é só misturar direto na garrafa. Mistura tudo, completa com água e congela.
Gostaram? Então aproveitem as dicas, façam novas misturas e voltem pra contar o resultado (do que lembrarem, claro). :P
E que venha o carnaval! Hahay!

Texto escrito por uma mulher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ENTRE EM CONTATO

Endereço:

Cidade de Guarulhos
São Paulo, Brasil, 00000.

Telefone:

011 960244012 (OI)

Horário:

24 Horas